.: Prefeitura De Araguaina :.
Quinta-feira, 19 De Abril De 2018 |    CLIMA: Sol e aumento de nuvens de manha. Pancadas de chuva a tarde e a noite. | Mínima: 22ºC | Máxima: 34 ºC



Cidadão Empresa Servidor Turista   Ouvidia da Saúde 0800 646 8546

campanhas





NOTÍCIAS

Araguaína recebe seminário de educação empreendedora

Publicado: Data: 10/04/2018 Autor: Ascom

aumnetar letradiminuir letratamanho original imprimir
Plants: image 4 0f 4 thumb

O evento faz parte da preparação da edição 2018 do projeto Jovem Empreendedor Primeiros Passos (JEPP), que capacitará mais de quatro mil crianças da rede municipal de ensino de Araguaína

 

Por Flávio Martin - Foto: Marcos Filho Sandes/Ascom

 

O Seminário Regional Educação Empreendedora, realizado na noite de ontem, 9, reuniu 500 educadores, entre professores, coordenadores e diretores da Rede Municipal de Ensino de Araguaína e região, no auditório do Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (Unitpac). O evento contou com uma palestra ministrada pela diretora técnica do Instituto Crescer, Luciana Allan.
 
Realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) em parceria com a Prefeitura de Araguaína, a Associação Comercial e Industrial de Araguaína (Aciara), a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e a Associação Tocantinense de Municípios (ATM), o seminário faz parte da preparação da edição 2018 do Projeto Jovem Empreendedor Primeiros Passos (JEPP).
 
Nesta edição, também será inclusa a Educação Financeira nas escolas municipais de Araguaína, antecedendo em dois anos a previsão do Ministério da Educação (MEC). Implantado em 2015, o JEPP já capacitou mais de 14 mil alunos e, neste ano, mais de quatro mil crianças araguainenses de turmas do 4º e 5º anos do Ensino Fundamental participam do projeto.

Luciana Allan apresentou pesquisas para despertar interpretações do conhecimento público sobre a educação e como a tecnologia e suas metodologias podem ser aplicadas em sala de aula. "A melhoria da qualidade da Educação é uma questão urgente e somente com um novo olhar, muita criatividade, coragem e disposição iremos reverter os resultados educacionais, sendo capazes de colaborar para que crianças e jovens sejam capazes de ter e perseguir seus sonhos".

O superintendente do Sebrae-TO, Omar Hennemann, reconheceu o tom de mudança e comentou sobre como aprendeu na prática sobre empreendedorismo. “O meu sonho era comer pão de padaria, mas eu não tinha dinheiro. Na escola eu trocava o que tinha em casa, como ovo e frutas, com meus amigos para comer o pão. É na gambira que acontecia. Hoje, existe didática para aplicar esses conhecimentos em conjunto com prefeituras e outras instituições. Tema transversal no currículo do aluno no qual Araguaína é nossa maior parceira”.
 
Uma pequena e grande palestra
Além da palestra, a noite teve apresentação de coral e dança das escolas da rede municipal de ensino, e discurso de um aluno do 4ª ano da Escola Joaquim de Brito Paranaguá que arrancou aplausos e gritos do auditório. Impecavelmente vestido, João Paulo Sousa e Silva nem precisou do papel com o texto escrito para falar ao público.
 
“Estou lutando pelo meu futuro. Educação empreendedora para sermos bons profissionais e empresários responsáveis. Ganhar dinheiro de forma honesta e responsável”, disse em um dos trechos. Ele ainda terminou contando sobre a própria expectativa sobre o futuro. “Meu sonho é ser presidente do Brasil”.
 
De acordo com o secretário municipal de Educação, Jocirley de Oliveira, a educação empreendedora deixa um legado para um futuro cada vez melhor. “O JEPP desperta uma visão diferente nos alunos, nos professores e até nos pais. Sem o envolvimento de todos seria impossível alcançar os objetivos. Essas crianças irão crescer e fazer coisas maravilhosas para nossa Araguaína”.
 
Empreendedorismo na prática
Araguaína é pioneira e referência em educação empreendedora no Tocantins. A parceria com o Sebrae proporciona a capacitação dos professores e fornecimento do material didático para ser aplicado em sala de aula. Ao final do processo, os alunos realizam uma feira para aplicar o conhecimento.
 
Uma pequena exposição foi realizada nos corredores do Unitpac durante o evento. Alunos das escolas municipais José Ferreira de Barros e Tereza Hilário com auxílio dos educadores organizaram venda de doce, salgados e artesanatos. Em grupos divididos em barracas, as crianças faziam a oferta e cobravam pelos produtos.
 
A coordenadora da Escola Municipal Tereza Hilário, Noelma Carvalho Braga, acompanhava os alunos do 4ª ano Carlos Eduardo, Vitória, Yara Caroline e Yara Araújo. Eles colocaram à venda porta-canetas, bonequinhas e lixeirinhas para carro. De acordo com a coordenadora, o produto é feito pelas crianças com uso de materiais disponíveis na escola.
 
“A escolha do que será produzido é dos próprios alunos. O porta-canetas, por exemplo, é feito com caixinhas de leite vazias, TNT e EVA. Neste caso, conseguimos trabalhar temas de meio ambiente com a reutilização de materiais e matemática usando o sistema monetário, principalmente para explicar números decimais”.


 

Uma pequena exposição foi realizada nos corredores do Unitpac durante o evento. Alunos das escolas municipais José Ferreira de Barros e Tereza Hilário com auxílio dos educadores organizaram venda de doce, salgados e artesanatos

Publicado: Data: 10/04/2018 Autor:Ascom







voltar